Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Audi Q3 agora é flex, mas perde pontos em consumo

Vagner Aquino/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vagner Aquino

10/03/2017 | 07:00


A política de lotar as ruas do Brasil de veículos bicombustíveis realmente deu certo, tanto que recentemente ganhou mais um integrante: o Audi Q3. Feito na planta de São José dos Pinhais, Paraná, o modelo foi disponibilizado para teste do Diário na configuração topo de linha Ambition, de R$ 170.190.

Entre equipamentos e opcionais há comodidades como assistente de permanência em faixa, sistema de navegação, banco do motorista com regulagem elétrica, modos de direção e motor acionado por tecla. Bom, e é justamente nele que focaremos.

Os dados técnicos são os mesmos da antiga versão a gasolina. Trata-se de um 1.4 de 150 cv com torque de 25,5 mkgf a partir de 1.500 rpm.

A dirigibilidade continua beirando a perfeição. Força quando necessário, precisão no câmbio de dupla embreagem, silêncio a bordo. O calcanhar de Aquiles é justamente a economia. Na verdade, falta disso, afinal, com etanol, o Q3 mal passou dos 6 km/l em ambiente urbano. Sim, o álcool é mais barato, mas evapora com facilidade. Sem contar que, aqui, não rende gás extra. Logo, qual a vantagem?



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.