Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Viagem por carnê

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Karine Manchini
Especial para o Diário

26/01/2017 | 07:00


 Quem nunca desejou passar férias em outro lugar, mas acabou se dando conta de que o dinheiro estava curto para fazer o passeio que atire a primeira pedra. As passagens, especialmente as aéreas, são caras, independentemente do destino escolhido e correspondem a grande parte do planejamento de viagem. Foi pensando nisso que a Vai Voando (www.vaivoando.com.br), fundada há sete anos, desenvolveu trabalho que atende os consumidores de baixa renda, ampliando assim, a oportunidade de essas pessoas voarem.

Inspirado em empresas como o Baú da Felicidade, que vendia produtos sem precisar checar o crédito, o diretor da Vai Voando, Luiz Andreaza, conta ao Diário como surgiu a ideia. “Juntamos uma pessoa com experiência em venda de eletrodomésticos por meio da compra programada e outra da área de turismo.”

O esquema do negócio é o seguinte: o cliente não precisa de comprovação de renda nem de fiador. Além disso, tem a opção de pagar com boleto bancário e cartão de crédito. O ideal é que planeje com muita antecedência. Quanto antes fechar o pacote, em mais parcelas pode dividir. Se o consumidor decidir viajar daqui um ano, automaticamente sua compra será fatiada em 12 vezes. Para facilitar ainda mais na hora de escolher o destino e a data, a Vai Voando tem parceria com as companhias aéreas nacionais TAM, Gol, Azul e Avianca.

Com mais de 420 pontos de atendimento no Brasil, a empresa acaba de abrir um ponto de venda em Heliópolis, São Paulo. É lá onde Felipe Araújo, 26 anos, estreou como revendedor. “Não há nenhum tipo de restrição mesmo. A pessoa só precisa se planejar, o ideal é um ano antes. Mas quem quer viajar em dois ou três meses pode, sem problemas, que nós parcelamos também”, explica Araújo.

Segundo o revendedor, a crise no País não afetou as vendas. “Acho que porque boa parte das pessoas procura a gente não só para viajar, mas também para rever familiares que moram longe, no Norte e Nordeste. Não é só turismo. Aqui na comunidade, principalmente, existe esse laço familiar e sentimental muito forte”, conclui.

‘Já fechei pacote para Fernando de Noronha’
Danilo Alencar, 30 anos, inspetor de qualidade, está muito ansioso para conhecer Fernando de Noronha. Ele embarca no feriado de 7 de setembro com a mulher. Alencar conheceu a Vai Voando por meio de um amigo que é revendedor. “Me ofereceram a oportunidade de pagar pelo boleto bancário e isso facilitou muito. É claro que também achei o preço bom”, conta.

Não só a condição de pagamento agradou o cliente, o meio de comprar também foi simples. A empresa enviou as promoções via redes sociais e Danilo só precisou ligar para concluir o fechamento do pacote de passagens aéreas. “Foi prático. Fechamos tudo por telefone e depois a documentação, como contrato e boleto, eles me passaram via internet.”

Alencar ainda nem embarcou, mas já planeja fazer mais viagens. A partir de fevereiro pretende entrar em contato novamente com a Vai Voando para pedir orçamentos de hotéis para Fernando de Noronha e, no meio do ano, já escolheu qual destino quer conhecer: Orlando, nos Estados Unidos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados