Fechar
Publicidade

Cena Politica

Publicado em quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017 às 07:00 Histórico

O dia em que Lauro foi reprovado por Moraes

O mundo realmente é pequeno. Parece improvável, mas o ministro da Justiça e indicado pelo presidente Michel Temer (PMDB) para o STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, tem história com Diadema. Mais especificamente com o prefeito da cidade, Lauro Michels (PV). Antes de se tornar vereador, em 2004, Lauro cursou Direito na FMU. Seu professor de Direito Constitucional era Alexandre de Moraes, à época promotor de Justiça de São Paulo. Era a última turma top da FMU, relembra Lauro, com saudosismo. Mas a recordação de Alexandre de Moraes não é tão efusiva. Lauro Michels foi reprovado por Alexandre de Moraes em sua disciplina e ficou de DP, termo universitário para quem é rejeitado em uma matéria exclusiva. Teve de refazer os estudos para ser aprovado e seguir a faculdade. O verde, aliás, diz que tratou do tema quando encontrou com Alexandre de Moraes. Ele já prefeito de Diadema. Alexandre como secretário de Segurança Pública do governo do Estado. Em discurso, Lauro lembrou da reprovação e arrancou risos da plateia. Agora Alexandre de Moraes está perto de sentar em uma das 11 cadeiras do Supremo. É torcer para que Lauro não tenha que lidar diretamente com o antigo mestre. Vai que alguma matéria não ficou bem esclarecida na época.

Tangente – 1
Ex-prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT) conseguiu escapar ileso na reunião de sábado no diretório do partido na cidade. Militantes estavam na expectativa da presença do ex-chefe do Executivo para colocar na conta do petista a derrota na eleição de outubro. Porém, no mesmo dia houve palestra do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT). Quando o encontro partiria para lavação de roupa suja, Donisete sugeriu que esse assunto fosse tratado em outra reunião, na semana que vem. Foi atendido.

Tangente – 2
Padilha deixou recado aos militantes mais descontentes com Donisete. Lembrou que o governo de Dilma Rouseff (PT) começou a desandar nos bastidores quando partidários de Dilma iniciaram guerra fria com os aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, antes até da reeleição da chefe da Nação, em 2014. Padilha pediu que haja união, principalmente neste momento de crise do petismo.

Ameaças
Em Ribeirão Pires, o prefeito Adler Kiko Teixeira (PSB) tem dito nos corredores que já quer fazer uma minirreforma em seu primeiro escalão. Depois de perder Ricardo Carajeleascow, o governo cogita trocar três secretários que não estariam rendendo o necessário ou que dão pitacos em Pastas alheias.

Tarifas
Está praticamente acertado entre os prefeitos da região que no dia 25 haverá o reajuste das passagens de ônibus municipais. Mauá e Diadema devem elevar as tarifas para R$ 4. São Bernardo estuda saltar a cobrança para R$ 4,20, valor cogitado por São Caetano – que pode aumentar para R$ 4,10. O tema fez parte, informalmente, da reunião de prefeitos no Consórcio na semana passada.

Protocolo
A direção da Faculdade de Direito de São Bernardo encaminhou o ofício protocolado na Prefeitura no dia 23 de novembro com a lista tríplice do futuro gestor da autarquia. A administração de Orlando Morando (PSDB) diz que essa planilha só foi endereçada ao Executivo às 18h30 de segunda-feira. Enquanto isso, não se sabe se Morando vai escolher o futuro diretor da faculdade hoje – data em que se encerra o mandato de Marcelo José Ladeira Mauad – ou vai postergar a decisão. Ontem, o tucano afirmou que avaliaria o caso “no tempo necessário”.

Exposição
O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), colocou na semana passada, em frente à Câmara. o carro oficial 002, à disposição do vice-prefeito, hoje Luiz Zacarias (PTB). O veículo foi um dos 141 automóveis devolvidos pelo chefe do Executivo, que vai leiloá-los. A expectativa é economizar R$ 3 milhões. 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC