Fechar
Publicidade

Palavra do Leitor

Publicado em quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017 às 09:12 Histórico

Mais banda larga e soberania ao País

Artigo

Ampliar a cobertura de banda larga é hoje necessidade que se coloca no mesmo patamar de outras questões fundamentais em nosso País, como a retomada do emprego. Em 2017, internet de alta velocidade, permitindo acesso a informação, Educação, troca de experiências e todo o universo de serviços e experiências que a rede proporciona, é instrumento de desenvolvimento, melhoria de qualidade de vida para nossa população e inclusão social. Além disso, a troca de dados em alta velocidade é grande impulsionadora da economia brasileira, integrada e preparada para o Brasil retomar o caminho do crescimento. Nesse sentido, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações tem série de projetos que visam ampliar a oferta da banda larga no País.

Para além da atualização da Lei Geral de Telecomunicações, que está em discussão no Congresso e que vai proporcionar investimentos na banda larga em larga medida, quero falar do SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações), ambicioso projeto que está próximo de sua fase de conclusão, com investimentos de R$ 2,1 bilhões e fruto de parceria do nosso ministério com o da Defesa. Com o SGDC, o Brasil vai ganhar qualidade na prestação dos seus serviços de comunicações estratégicas, seja ao dar mais eficiência ao sistema de Segurança e defesa nacionais, seja ao levar mais condições de acesso à banda larga para cidadãos de todo o País, em suas atividades pessoais ou profissionais. O satélite estará em órbita em breve, sendo lançado no Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa. Com suas 5,8 toneladas e 5 metros de altura, depois de embarcado no foguete Ariane-5, ficará posicionado a distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico.

Vem sendo desenvolvido em consórcio entre a Telebras, empresa estatal que tem série de importantes ações no desenvolvimento de nossas tecnologias de comunicação, e a Embraer, empresa brasileira de referência, sediada no Interior de São Paulo e que cumpre papel global nos setores aeroespacial e de defesa. Vai operar em duas bandas de frequência, uma destinada exclusivamente ao uso militar e à nossa Segurança e soberania, e outra – correspondente a 70% do total de tráfego que o satélite vai permitir – será toda destinada a ampliar a oferta de banda larga pela Telebras. Agora, com a fase final de construção do equipamento e dos seus sistemas de controle, teremos importante avanço do nosso País: mais soberano e integrado, com o satélite contribuinte com o desenvolvimento econômico e inclusão social.

Gilberto Kassab é engenheiro civil, economista e ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Palavra do leitor

Lanterna de Diógenes
Diógenes de Sinope (412 a 323 a.C) foi filósofo da Grécia Antiga. Exilado de sua cidade natal, mudou-se para Atenas, onde tornou-se mendigo. Fazendo da pobreza extrema uma virtude, perambulava pelas ruas durante o dia carregando lanterna acesa alegando estar à procura de homem honesto, sendo por isso ridicularizado. Sua vida consistiu em incansável luta contra as instituições que ele via como corruptas. O Brasil também possui seus Diógenes contemporâneos que, por meio de urnas, togas ou canetas, suas lanternas modernas, procuram homens honestos que os representem, mesmo assim sendo hostilizados por aqueles que vivem às custas da corrupção. Parece que, assim como Diógenes, morrerão tentando.
Vanderlei A. Retondo
Santo André

A vida é bela
Parabenizo o governo de José Auricchio Júnior, em São Caetano, por grande conquista para a nossa Segurança. A partir de agora, a GCM (Guarda Civil Municipal) irá ficar na vigilância do Parque Bosque do Povo de segunda a sexta e isso é muito importante para o bairro São José. Espero que em breve volte a ser 24 horas, como antes. Está de parabéns, senhor prefeito. Orgulho-me de ser seu munícipe.
Fernando Zucatelli
São Caetano

Irmã Dulce
Foi com tristeza que tomei conhecimento, por meio deste Diário (Política, dia 11), sobre o problema envolvendo o Hospital Irmã Dulce, em apropriação indébita de valores do ISS (Imposto Sobre Serviços). Minha consternação é pelo fato de a denúncia também atingir Marco Antonio Espósito, que estava à frente da administração. Homem íntegro, profissional dedicado, que por onde passou deixou marcas de competência e honestidade. O hospital, ao passar por crise financeira, por falta de repasses, necessários para a sua manutenção, optou por não recolher o ISS, para não agravar ainda mais as finanças. Sei que a falta de recursos impede o hospital de realizar cirurgias, de comprar medicamentos e insumos, ou seja, impede o seu funcionamento. A nova presidente da FUABC, ao tomar posse, classificou o caso como equívoco. Concordo plenamente.
Roberto Canavezzi
São Caetano

Temer teme
No discurso do presidente Michel Temer, ao dizer que serão afastados do cargo ministros que virarem réu na Operação Lava Jato (Política, ontem), esqueceu de dizer que não existem diferenças entre a função de ministro ou a de qualquer outro agente público ou político. E será que se vossa excelência virar réu na Lava Jato terá hombridade de se afastar sem recorrer à indústria de recursos? Ou o pau que bate em Chico não bate em Francisco? Estamos de olho. Brasil, País de poucos.
Ailton Gomes
Ribeirão Pires

Injustiça
Salvo melhor juízo, equivocadas as críticas feitas pelo leitor Mauri Fortes sobre as autoridades capixabas (Espírito Santo, dia 11). O Espírito Santo tem um dos melhores sistemas de execução penal do País, e é um dos Estados com as contas públicas equilibradas, diferentemente da maioria. Não cedeu ao corporativismo barato e oportunista organizado pelo serviço público, inclusive à Polícia Militar, que chantageia autoridades da maior parte dos governos estaduais, estes sim encalacrados sempre em escândalos de desvios e comprovada incompetência e por isso cedem a pressões do tipo. A crítica é injusta ao governador Paulo Hartung, embora caiba bem na maior parte do País, principalmente ao Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, entre outros.
Aimardi Perez de Oliveira
São Bernardo 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC