Fechar
Publicidade

Cena Politica

Publicado em sábado, 25 de fevereiro de 2017 às 07:00 Histórico

Especulações no PT de São Bernardo

Apesar de toda crise instalada no partido em âmbito nacional e apesar da derrota, ainda no primeiro turno, de Tarcisio Secoli (PT) na eleição do ano passado à Prefeitura de São Bernardo, a bancada do PT se formou com cinco vereadores, a segunda maior na Câmara da cidade, atrás apenas do PSDB. Mas a turbulência vivida pela legenda ligou o sinal de alerta nos parlamentares petistas. E o sinal de alerta ligado tem resultado em sondagens, cada vez maiores, de siglas dispostas a tirar algum político do PT. O que se comenta no Legislativo é que José Luís Ferrarezi, Toninho da Lanchonete e Tião Mateus foram convidados por outros partidos para mudar de time até o ano que vem. Ferrarezi teria conversas adiantadas com o PDT. Tião dialogou recentemente com figuras do Solidariedade na cidade. Toninho também é especulado em agremiações que fazem parte da base de sustentação do prefeito Orlando Morando (PSDB). Evidentemente que nada ainda é oficial e definitivo. Mas pode deixar o PT, que mesmo cambaleante possui cinco vereadores, reduzido a uma bancada de somente dois nomes – Ana Nice Martins e Joilson Santos.

Bessias – 1

Nesta semana, esta coluna mostrou que Jorge Rodrigo Araújo Messias, antigo assessor do Palácio do Planalto conhecido como ‘Bessias’ após divulgação de conversa telefônica entre Dilma Rousseff (PT) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ainda aparecia na lista de pagamento do governo federal, mesmo com Dilma fora do poder e Michel Temer (PMDB) presidente. Recebia salário de R$ 26.260,51 por estar lotado no Ministério da Fazenda e na EPE (Empresa de Pesquisa Energética), vinculada ao Ministério de Minas e Energia. Mas a EPE garantiu que ele não está mais lá.

Bessias – 2

Segundo a EPE, ‘Bessias’ foi exonerado no dia 1º de março de 2016. “O problema foi que o Portal da Transparência não deu baixa na função dele, mas isso não significa que continuou recebendo”, diz a nota da empresa pública. ‘Bessias’ foi conselheiro da EPE entre maio de 2015 e março de 2016. Ainda de acordo com a companhia, já houve solicitação para retirada do nome de ‘Bessias’ do Portal da Transparência.

Emenda

O deputado federal Orlando Silva (PCdoB), presidente estadual do partido, confirmou que vai encaminhar R$ 1,1 milhão em emenda parlamentar para São Bernardo, a pedido do vereador Gordo da Adega (PCdoB). Serão R$ 500 mil para política de desenvolvimento urbano e outros R$ 600 mil para infraestrutura esportiva na cidade.

Nomeação

Depois de ter sido exonerado do gabinete do vereador Ary de Oliveira (PSDB), de São Bernardo, Henrique Morio Minami deve ir para a FUABC (Fundação do ABC). Sua nomeação está encaminhada na entidade. Henrique é irmão do vereador licenciado e secretário de Desenvolvimento Econômico, Hiroyuki Minami (PSDB).

Bloquinho

Vereadores de Santo André iniciaram diálogo para construção de bloco parlamentar na Câmara, formado por parlamentares que não estão com o governo de Paulo Serra (PSDB) nem na oposição. A ala deve ser formada por Roberto Rautenberg (PRB), Ronaldo de Castro (PRB), Toninho de Jesus (PMN), Zezão Mendes (PDT), Sargento Lobo (SD) e Elian Santana (SD).

Saudades, mas nem tanto

Vereador licenciado, Marcelo Chehade (PSDB) esteve na quinta-feira na Câmara de Santo André. Comentou-se que ele, atualmente secretário de Esportes, desejava recuperar o mandato, hoje com o suplente André Scarpino (PSDB). “Estou muito feliz na secretaria”, garantiu Chehade. “Fui tratar sobre assunto institucional do PSDB com o Scarpino”, emendou ele. Segundo Chehade, a conversa se concentrou na contribuição partidária que assessores de Scarpino têm evitado pagar para o PSDB. 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC