Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Ir a São Paulo para viver o Carnaval

A memória oral e as notícias dos jornais de época mostram que desde o início do século 20 a região fazia Carnaval, nos antigos clubes dos Flaquer, dos ferroviários, do Ribeirão Pires FC, da Associação São Bernardo – e nas ruas centrais


Ademir Médici

27/02/2017 | 07:07


“O Carnaval de Santos é considerado um dos mais tradicionais do Estado de São Paulo. Já por volta de 1917 surgiam no Carnaval da cidade blocos populares como os Adoradores da Mulata, Garotas Descaradas e Dengosas do Marapé.”
Fonte: Wikipédia.

Ontem Memória publicou um título geral e genérico: “Olha lá, um Carnaval que vem desde 1901...”.

A base da manchete foi letra de marchinha publicada pela imprensa local em 1939 referindo-se ao primeiro ano do século passado.

A memória oral e as notícias dos jornais de época mostram que desde o início do século 20 a região fazia Carnaval, nos antigos clubes dos Flaquer, dos ferroviários, do Ribeirão Pires FC, da Associação São Bernardo – e nas ruas centrais.

As famílias mais bem situadas se deslocavam a São Paulo. Ali elas participavam dos folguedos de Momo: no Centro, em bairros como o do Brás e na avenida da moda, a Paulista.

Lembramos de Mauá: jovens como Armando Scilla, Renato Mariani, Lidia Colalino e Carolina Leardini seguiam de trem, fantasiados, para tirar fotos nos estúdios paulistanos.

A Folia paulistana.
Anúncios diferenciados.
Os Argonautas campeões.
Sob os fios da Light

Viajamos, então, um século no tempo e fomos garimpar notícias na imprensa de São Paulo. Como foi o Carnaval paulistano em 1917? Seguem-se alguns registros:
Domingo de Carnaval. Até altas horas da noite, o triângulo central reunia uma multidão. E na Avenida Paulista foi realizado um corso.
Anúncio – Brinquedo artístico; borboletas e pétalas de rosas perfumadas.
Anúncio 2 – Alugam-se para o Carnaval três sacadas na Praça Antonio Prato, nº 8 – sobrado, sobre a alfaiataria de Luiz Quinto.
Às 20h da terça-feira, todos os carros do corso rodaram para a cidade e a Avenida Paulista logo se despovoou.
Em compensação, as ruas do Centro, recebendo esse largo contingente, assumiam novo aspecto. Em todo o triângulo não havia lugar para a cabeça de um alfinete.
Os Argonautas Carnavalescos entraram nas ruas do Centro precisamente às 20h.
Vencedores do concurso de Carnaval: Argonautas em primeiro, Tenentes do Diabo em segundo, seguidos pelos Fenianos Infantis e Democráticos.
Os fios da Light cobriram-se de uma verdadeira rede de serpentinas que, sacudidas pela viração forte da tarde, punham no ar lindíssimos efeitos policromos.

NOTA
É chamado de triângulo histórico o caminho das três principais ruas do Centro antigo: São Bento, que liga o Mosteiro de São Bento à igreja de São Francisco, a 15 de Novembro, que se paralela à Boa Vista e Pátio do Colégio para se encontrar na antiga igreja da Sé com a Rua Direita, em caminho do Viaduto do Chá e capela do Santo Antônio de Paduá.
Fonte – Blog: Conheça São Paulo.

Diário há 30 anos
Sexta-feira, 27 de fevereiro de 1987 – ano 29, edição 6378
Manchete – Gasolina e álcool aumentam 15,7%; aluguéis passam a ter reajustes vinculados à OTN (Obrigação do Tesouro Nacional).
Região Metropolitana – Prefeitos criam a Associação dos Municípios da Grande São Paulo.
Santo André – Crise na economia não afeta planos do Mappin. O esqueleto de um dos prédios no início da Avenida Pereira Barreto já estava pronto

Em 27 de fevereiro de
1917 – Bicolino Contente publica carta aberta cobrando do prefeito Saladino licença para a abertura de um açougue em Ribeirão Pires. Seu requerimento esperava solução há um mês. Escreve o missivista:
Estou pronto a defender os meus direitos pela imprensa honesta da Capital.
Nicolino Contente aproveita o ensejo e dirige duras críticas à Municipalidade de São Bernardo (Câmara e Prefeitura), citando:
Os empréstimos de 100 e 600 contos, a sua aplicação e divisão;
O verdadeiro monopólio da carne verde;
Outros assuntos já conhecidos pela população de Ribeirão Pires.
A população vive pagando impostos sem obter o menor melhoramento para o desenvolvimento do lugar, que devia ter melhor sorte.
A guerra. Do noticiário do Estadão: afundamento do navio norte-americano ‘Laconia’.
1972 – Prefeitura de Santo André libera a passagem de nível da Rua Coronel Fernando Prestes sobre a Avenida Perimetral em construção.
Fundada a Liga de Futebol de Diadema.
1977 – Padre Carlito Dall’Anese, pároco do Carmo, abençoa o monumento ao Cristo Crucificado, imagem doada por Guilherme da Silva Dias e a mulher, então localizada atrás do prédio dos Correios de Santo André. Hoje o monumento está nos jardins da Paróquia Bom Pastor.

Hoje
Dia do Agente Fiscal da Receita Federal
Dia do Livro Didático

Santos do dia
Besas
Leandro de Sevilha

Municípios brasileiros
Celebram seus aniversários em 27 de fevereiro:
No Piauí, Aroazes.
Em Santa Catarina, Xanxerê.
Fonte – IBGE. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados