Fechar
Publicidade

Memória

Publicado em terça-feira, 28 de fevereiro de 2017 às 20:32 Histórico

Padre Lustosa, tricampeã em São Bernardo

 “Que esplendor, que emoção, vamos saudar a coroação de um rei negro popular.”

Refrão do samba-enredo da Mocidade Independente Padre Lustosa, escola de samba tricampeã do Carnaval de Rua de São Bernardo em 1987.

 

“Ai meu Deus, ainda morro disso, ai meu Deus, para com isso.”

Refrão do samba-enredo da União das Vilas, escola de samba vice-campeã de São Bernardo em 1987, um ponto atrás da campeã.

 

A Escola de Samba Padre Lustosa alcançou o tricampeonato de São Bernardo 30 anos atrás disputando, passo a passo, com a União das Vilas. Ganhou apertado. Recebeu o Troféu Noel Rosa. E protagonizou uma disputa entre o Centro da cidade e os bairros, talvez sem uma consciência maior de quem fora o padre Manoel Inocêncio Lustosa, hoje nome de rua onde a escola ensaiava – daí o nome da agremiação.

Padre Lustosa foi vigário da Matriz da Boa Viagem no século 19 e o primeiro professor concursado de todo o Grande ABC. A ele era atribuída, nas conversas da Vila de São Bernardo, a paternidade de Manoel Eduardo de Almeida. ‘Maneco do Padre’ foi dono do cartório de registro civil de São Bernardo.

Todos na Vila de São Bernardo sabiam do episódio. Conheciam a mãe do ‘Maneco do Padre’. E num tempo de muitas reservas morais, mantinham o acontecimento em sigilo, talvez o maior segredo coletivo da história local.

O romance, por certo, daria um bom enredo para o Carnaval, mas jamais alguém se propôs a encená-lo.

O que os sambistas conheciam, ou já haviam ouvido falar, era dos nomes dos bambas que denominavam os troféus em disputa: além do Noel Rosa, Ataulfo Alves e Clara Nunes. De se perguntar: nesses tempos de refluxo do Carnaval de Rua, onde será que todos aqueles troféus – tão duramente disputados – foram parar? Estariam preservados para uma grande exposição?

 

HOMENAGEM

Entre as fotos que garimpamos no Banco de Dados do Diário, uma foi feita por Sérgio Stanziani: a da apuração do concurso de escolas e blocos que se realizou no Teatro Cacilda Becker. Era 5 de março de 1987, uma quinta-feira.

Sérgio Stanziani seguiu em cobertura há 30 anos para São Bernardo em companhia da repórter Silvana Requena, ela de raízes são-bernardenses. Hoje Silvana é editora-executiva do telejornal “SP-TV, Segunda Edição”, da TV Globo. Sérgio Stanziani, andreense, nos deixou neste ano, prematuramente, abrindo uma grande lacuna no meio jornalístico.

 

 

São Bernardo 87

QUADRO DE HONRA

 

ESCOLAS

1ª – Padre Lustosa – Coroação de um Rei Negro.

2ª – União das Vilas – Ainda Morro Disso: Samba, Suor e Cerveja.

3ª – Rosas Negras – Pinora Ayê: uma Viagem Encantada.

4ª – Acadêmicos do Baeta.

5ª – Império do Samba de Vila Vivaldi

 

2º GRUPO

1ª – Unidos das Paineiras.

2ª – Flor da Pauliceia.

PLEITEANTE

Unidos do Morro

 

BLOCOS

1º – TAÍ (tetracampeão)

2º – Zulu

3º – Unidos de São Bernardo

4º – Kuka Fresca

 

GRUPO 2

1º – Oásis

2º – Gaviões do Morro

 

PLEITEANTE

Águas da Liberdade

 

Diário há 30 anos

Domingo, 1º de março de 1987 – ano 29, edição 6380

Manchete – Folia faz o povo esquecer a crise

Polícia – Carnaval começa com dois homicídios.

Editorial – Quando só resta ao povo sonhar e brincar

Economia – Escassez de imóveis provoca aumento de 1.000% nos aluguéis.

 

Em 1º de março de...
1917 – A guerra. Do noticiário do Estadão: cônsules norte-americanos detidos na Alemanha.

1962 – Fundada a Associação Assistencial Católica São Bento, em São Caetano, com dois objetivos: construir a igreja do futuro bairro Olímpico e prestar assistência às famílias pobres.

1972 – Linguística, Uma Ciência de 5.000 Anos. Artigo do jornalista Alecksandar Jovanovic publicado no Diário. Hoje Alecks é professor universitário.

 

Hoje
Cinzas (jejum e abstinência)

 

Santos do Dia

Adriano de Marselha

Albino

Eudócia

 

Municípios Brasileiros

Hoje, 174 cidades celebram seus aniversários. Destas, 165 são localizadas em Minas Gerais, entre os quais: Presidente Juscelino, Presidente Kubitschek e Wenceslau Braz – esta última homônima de Wenceslau Braz em São Paulo.

Entre as cidades mineiras, uma das aniversariantes é São Thomé das Letras, considerada cidade mística e que durante muito tempo foi visita comum e rotineira de moradores do Grande ABC.

Além das cidades mineiras, hoje é aniversário de:

Em Pernambuco, Brejão e Brejinho.

No Paraná, Francisco Alves – que homenageia o grande seresteiro nacional – e Sengés.

No Rio Grande do Sul, Humaitá.

Na Bahia, Mundo Novo.

No Espírito Santo, Muniz Freire.

No Rio de Janeiro, a capital, Rio de Janeiro.

Em Santa Catarina, Videira.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC