Fechar
Publicidade

Palavra do Leitor

Publicado em segunda-feira, 6 de março de 2017 às 09:51 Histórico

O semblante de Deus

Artigo 

Se acreditamos que o universo surgiu de um ser superior, se possuímos a fé em um Deus que nos chamou para a vida, possuímos também a vontade de conhecer quem Ele é e como este ser se manifesta, qual a sua relação conosco e o que Ele espera de nós. Em outras palavras, ao crermos em Deus, possuímos automaticamente em nós um rosto, semblante, características que dão forma ao Deus que acreditamos. Através da fé em Deus surge também, por consequência, um comportamento. A não ser que sejamos hipócritas, ao assumirmos fé em um Deus, adquirimos comportamento em harmonia com a verdade que este Deus nos representa. No que se refere ao cristianismo, o semblante de Deus é revelado com muita clareza e a melhor definição deste ser superior encontramos na primeira carta de João: Deus é Amor.

Através dela compreendemos o significado de Deus apresentado pelas palavras e pela vida de Jesus Cristo. Quem ama alguém verdadeiramente, seja como pai, mãe, filho, marido, mulher, namorada ou como amigo, sabe o quanto nos sentimos incomodados ao ver a infelicidade da pessoa amada. Amar é querer o bem do outro e desejar a vida daquele que amamos. Desta forma, apresenta-se a relação de Deus com os seres humanos. Jesus não somente nos mostra que Deus nos ama, mas também ressalta que permanecemos em Deus através do sentimento de amor. Vivendo seu mandamento, ou seja, amando as pessoas permanecemos em Deus e Deus permanece em nós. Ao compreendermos esta verdade de fé entendemos que Deus não faz distinção entre pessoas, mas está em união com elas dependendo de sua disposição em amar. Pedro compreende a abertura de Deus a seus filhos quando percebe sua ação em homens que não eram judeus.

Deus não faz distinção de religião, sexualidade, nacionalidade, cultura ou classe social. Não importa se é católica, evangélica, espírita, umbandista ou até mesmo se não compreende a existência de ser superior que deu origem ao universo. Se esta pessoa possui com sinceridade bom coração, postura solidária diante de todos os seres humanos e ama verdadeiramente aqueles que a circundam, está em Deus e Deus nela. Em uma das parábolas, Jesus não apresenta, como modelo a seguir, sacerdote ou levita, mas sim samaritano, ou seja, estrangeiro e herege. Assim, Jesus deixa claro que encontramos Deus através da prática de vida. Deus não nos escolhe pelo que falamos ou simplesmente por repetirmos verbalmente seu nome, mas por aquilo que está em nosso coração, por aquilo que vivemos realmente. Afinal, ‘os justos irão para a vida eterna’.

Roberto Francisco Daniel é padre, escritor, cronista, filósofo, formado em Direito pela Instituição Toledo de Ensino, em História pela Universidade do Sagrado Coração e em Teologia pela Ludwig-Maximillian, de Munique (Alemanha).

Palavra do leitor

De vidro
Como diz o provérbio português, ‘quem tem telhado de vidro não deve atirar pedras no telhado do vizinho’. Parece que o PSDB não se lembrou disso quando pediu a cassação da chapa Dilma-Temer, pois os depoimentos de executivos da Odebrecht atingiram em cheio os envidraçados telhados tucanos. Sabemos que não são apenas estes os telhados de vidro existentes em Brasília e esperamos que os demais também sejam brevemente estilhaçados.
Vanderlei A. Retondo
Santo André

Rachado?
O presidente Michel Temer está temendo, ou tremendo, deixar o poder se o PMDB não se dividir? Mas o PMDB, que já é considerado a Maria vai com as outras da política brasileira, quer se dividir ainda mais? Gente, 2018 está chegando. Vamos abrir o olho.
Edson Rodrigues
Santo André

Mário Covas
E com surpresa li que algumas pessoas conseguem retirar com rapidez os remédios de alto custo na farmácia do Hospital Mário Covas, em Santo André (Radiante, dia 3). Para mim, a situação piorou muito. Dia 22, demorei mais que seis horas para retirar Tacrolimo e Micofenolato de Sódio. O horário indicado era 15h e cheguei às 14h45, mas havia fila enorme! Muitos disseram-me que estavam voltando porque faltavam os remédios que necessitaram dias antes! O calor era insuportável. É uma vergonha tratar pessoas dessa maneira. As únicas coisas que melhoraram – se pode-se chamar isso de melhora – são que a fila não está mais fora e que tem lugar para esperar sentado. A tão necessitada descentralização não avança e parece que falta dinheiro. Parece-me também que falta vontade. São Bernardo tem dinheiro para fazer obras faraônicas – a gente sabe quando começam, mas não quando termina, e atrapalham o já confuso trânsito na cidade inteira. Sabem construir museu do Lula, então, por que não usam esse espaço?
Serge R. Vandevelde
São Bernardo

MTST
Estamos sem autoridades ou é impressão minha? O que o pessoal do MTST está fazendo na Avenida Paulista, acampado desde meados de fevereiro? Emporcalham a cidade e prejudicam o comércio e os transeuntes sem serem incomodados. Só pode ser falta de autoridade! Não é possível que ninguém tome decisão e acabe com esse abuso. Democracia não é baderna, onde cada um faz o que quer. O que estamos vendo na Paulista passa dos limites. É inegável que temos que ter casa própria e outros bens, porém, para isso é necessário conquistar com o próprio esforço, como todos os brasileiros de bem fazem. Precisamos nos preparar para a vida, onde a formação e a educação são a base de tudo. Todos nós temos nossas dificuldades, mas lutando e trabalhando as coisas acontecem. Será que esse pessoal se preocupou em estudar, trabalhar e conquistar seus bens com esforço próprio ou simplesmente está aguardando as coisas caírem do céu? Parte do povo brasileiro se acostumou muito mal com bolsa isso, bolsa aquilo, patrocinados pelo PT. Não é por aí que vamos ter sociedade forte e desenvolvida.
Mauri Fontes
Santo André

Pretensioso
O arrogante ex-prefeito Luiz Marinho só pode estar brincando, delirando ou contando piada de mau gosto. Quer ser candidato ao governo de São Paulo (Política, dia 4). É mesmo? Depois de fazer o que fez em São Bernardo?Após levar cacetada daquelas na última eleição? Depois de seus chegados serem levados presos. E ainda vem com essa história de construindo Brasil novo? Poupe-nos a paciência, meu senhor.
Nelson Mendes
São Bernardo

Esquecimento
Procurando endereço em um guia da cidade de Santo André deparei-me com nomes de ruas de ex-prefeitos, como Dell’Antonia, Zampol, Lauro Gomes, Pezzollo e Celso Daniel. Aí fiz-me uma pergunta que ora repasso à nossa Câmara Municipal: por que os ex-prefeitos Newton da Costa Brandão e Lincoln dos Santos Grillo não têm rua, avenida ou praça com o seu nome? Brandão construiu ruas, avenidas, praças, colégios, postos de Saúde e, Grillo, além das Emeis e da Craisa, plantou a semente do que seria anos depois o Hospital Mário Covas. Está na hora de reparar muitas injustiças cometidas durante os 20 anos do PT (Partido das Trevas). Dar o nome de Brandão e Grillo a logradouros públicos de Santo André é uma delas.
Paride Pellicciotta
Santo André

Horário de verão
A instituição do horário de verão é verdadeiro absurdo. Esse sistema foi aplicado pela primeira vez em 1916, somente para aproveitar luz do dia e equilibrar os problemas causados durante a Primeira Guerra Mundial e diminuir consumo de energia elétrica. Na economia, em 2016 e 2017, em dinheiro, o País poupou ‘míseros’ R$ 147 milhões (Setecidades, dia 18). Pedro Barusco, Eike Batista, Sérgio Cabral e muitos envolvidos na Lava Jato cobriram esse valor brincando. Fazem 131.573.389 habitantes das regiões atingidas por esse horário a levantar mais cedo – para escola e trabalho – e mexer no relógio biológico. Existe solução muito simples: governo federal, encete a campanha ‘economize energia’ durante as quatro estações do ano em letras grandes e de destaque nas contas mensais, tanto aos consumidores de água e luz quanto gás e telefone, e também inserindo na imprensa escrita, falada e televisionada. Com certeza surtirá efeito positivo. Acabaria de vez com esse maldito horário de verão.
Severino Martins de Araújo
São Bernardo 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC