Fechar
Publicidade

Social

Publicado em domingo, 5 de março de 2017 às 18:15 Histórico

Social do Diário: Maestros ressaltam importância do investimento no ritmo

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Stefanie Sterci

stefaniesterci@dgabc.com.br

Violino, flauta, clarinete e trompete são apenas alguns instrumentos responsáveis pelo delicioso tom asoar por trás da música erudita. Quem não se emocionou na batida forte conduzida pela suavidade das mãos de um maestro deveria se dar a oportunidade de conhecer o estilo. No Dia Nacional da Música Clássica, celebrado hoje, um dos grandes líderes resume a vertente. “Clássico é aquilo que passa a ter valor a temporal, independentemente da cultura e do país”, expressa Abel Rocha, especialista em ópera, e que já conduziu brilhantes apresentações em vários teatros e multidão o acompanhou para aplaudir de pé os integrantes da atividade sonora. O comandante de batutas René Willians, ao lado da mulher, Luciana Valente, encontrou nas cerimônias de casamento uma oportunidade de desenvolver o estilo ao público. Fugindo do possível estereótipo direcionado aos profissionais e também aos fãs do ritmo, Willians é praticante de esportes radicais. “Devemos aproveitar esta data de celebração para refletir sobre nosso atual momento, em que presenciamos nossa cultura enfraquecida com dissolução de grupos importantes, tais como da Orquestra Jazz Sinfônica e Banda Sinfônica do Estado”, comenta o andreense, que ainda ressalta o relevante papel do Grande ABC neste cenário, sendo celeiro de músicos eruditos e centro de estudos para o desenvolvimento desta prática admirada pelo mundo.

INFLUÊNCIA

Há 22 anos no Grande ABC à frente de orquestra, o maestro são-bernarden se Julio Versolato teve a arte vinda de seus familiares italianos cantores de serenatas de amor. “A música é subjetiva, você não vê, não toca, não sente o cheiro, mas consegue evidenciar a emoção em nosso comportamento”, filosofa Versolato sobre o significado da vivência sensorial. Segundo ele, a tradição de bandas na região deve-se à grande imigração em sua maioria de europeus.

 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC