Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Possibilidade de aliança indigesta


Raphael Rocha
do Diário do Grande ABC

10/03/2017 | 07:00


Deputado estadual do PT por São José do Rio Preto, João Paulo Rillo esteve nesta semana em São Bernardo e ajudou a aumentar o racha da bancada petista na Assembleia Legislativa. Ele falou, com todas as letras, que parlamentares do partido eleitos por São Bernardo concordam com plano de dirigentes do petismo de aliança com a base do governador Geraldo Alckmin (PSDB) na eleição para mesa diretora da Casa. Assim, Luiz Fernando Teixeira, Teonílio Barba e Ana do Carmo votariam em Cauê Macris (PSDB), em busca de espaço na mesa. Junta-se ao time o deputado Luiz Turco, do PT de Santo André. A frase de Rillo não foi contestada por nenhum dos parlamentares, porque, na bancada, é maior a corrente que defende a aliança para obtenção de cargos estratégicos no Parlamento.

Concorrência

Secretário-geral do PT de Diadema, Licio Lobo protocolou candidatura para concorrer ao comando da Macro PT ABC, o setor regional do petismo. Marido da ex-vereadora diademense Irene dos Santos, Licio é integrante da Articulação de Esquerda, ala bastante crítica à política de coalizão difundida no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele vai concorrer ao posto contra o ex-prefeito de Santo André Carlos Grana, hoje favorito. Quem vencer a disputa sucederá Claudinho da Geladeira, ex-vereador de Rio Grande da Serra.

Resposta – 1

Vereador pelo PSDB de Santo André, professor Jobert Minhoca explicou a contratação de Vitor Hugo de Barros Rossini Silva. “Segui a cartilha do governo. O prefeito Paulo Serra (PSDB) contratou um advogado de anos de militância no PT, o Leandro Petrin, para ser secretário de Governo. É a mesma linha.” Vitor Hugo trabalhou para candidatos petistas na eleição – como Carlos Grana.

Resposta – 2

Gente do governo Paulo Serra (PSDB) viu com estranheza a relação feita por professor Minhoca. Lembra que Leandro Petrin trabalhou, no último pleito, somente para adversários do PT – Paulo Serra, Orlando Morando (PSDB-São Bernardo), Fabio Palacio (PR-São Caetano), Atila Jacomussi (PSB-Mauá), Adler Kiko Teixeira (PSB-Ribeirão Pires) e Gabriel Maranhão (PSDB-Rio Grande da Serra).

Deu expediente

Apesar de estar oficialmente fora do governo de Atila Jacomussi (PSB), o ex-prefeito de Mauá Diniz Lopes (PSB) novamente apareceu na Prefeitura ontem. Se reuniu com alguns aliados, fez política. Mas teve conversa com o chefe do Executivo. Atila explicou que não tem como levar adiante nomeação dele para chefia de gabinete depois da manutenção de condenação de Diniz por improbidade administrativa.

Pacote de incentivos

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), promete encaminhar nos próximos meses projeto de lei para incentivos fiscais. O tucano diz que apresentou suas propostas às principais montadoras de veículos da cidade e garante que o pacote colocará a política econômica do município nos trilhos. A principal bandeira da campanha de Morando foi a criação de empregos.

Autoridade

Presidente do PT de São Bernardo, Brás Marinho fez questão de sentar-se à mesa de autoridades do evento promovido pelo deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT), no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em celebração ao Dia Internacional da Mulher. O grupo de Luiz Fernando ensaiou lançar candidatura para rivalizar com Brás ao comando do PT. Mas recuou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados