Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Aron e Tito, o reencontro


Ademir Medici

16/03/2017 | 07:00


 “De ‘oposição tolerada’, o MDB tornou-se uma frente aguerrida contra a ditadura, as oligarquias, a repressão militar, a centralização econômica.”

Cf. Maria Victória Benevides, professora na Faculdade de Educação da USP.

 

Nota – O fim do bipartidarismo, em 1979, levou à reorganização do quadro partidário brasileiro, alcançando-se o total absurdo de partidos dos dias atuais.

 

Os prefeitos Tito Costa e Aron Galante se encontraram na Rota do Frango com Polenta, em São Bernardo. Puseram a conversa em dia. Abraçaram-se. E como num passe de mágica retornaram no tempo do MDB virando PMDB – ou, como se dizia, ao tempo do “Manda Brasa” rivalizando com a Arena, cujos integrantes eram chamados, pelos adversários, de ‘arenosos’.

Primeira metade da década de 1980: o bipartidarismo criado pelo regime militar terminara. A classe política se reciclava. Afinal, até pouco tempo antes quem era a favor do governo ficava na Aliança Renovadora Nacional, a Arena; quem era contra, no Movimento Democrático Brasileiro, verdadeiramente uma frente.

Nas eleições de 1980, no sexto ano em que governava São Bernardo, Tito Costa apoiou o seu vice à sucessão, o ex-sindicalista Mario Ladeia da Rocha; o médico Aron Galante, do mesmo partido, candidatou-se por outra sublegenda do MDB. E deu Aron. Já vigorava o PMDB.

As fotos tiradas por Ricardo Hernandes, do Diário, na posse do Dr. Aron mostram um jurista Tito Costa sorridente. Afinal, fortalecia-se a democracia. E Tito deu posse ao sucessor.

 

DEPOIS...

Quantas águas rolaram até esta foto do reencontro nas Colônias: caiu o regime militar, fez-se a nova Constituição – com Tito deputado constituinte. Aron seguiu a vida de médico. Veio a fase em que Aron, diariamente, dirigia-se à Associação dos Funcionários Públicos Inativos do seu amigo Clarivalde Versolatto. Para ler jornal – inclusive esta página Memória – e conversar com os amigos.

Isto é o mais legal: nestes tempos de Lava Jato, ver os ex-prefeitos frequentando a cidade que eles dirigiram. Domingo cumprimentamos o prefeito Walter Demarchi almoçando no novo São Judas Tadeu do shopping da Avenida Rotary, com a mulher, Eda. Despreocupado, sem guarda-costa.

Cumprir o mandato mais alto e honroso da cidade e voltar a ser cidadão comum. Ser observado nas ruas. Cortar o cabelo – quem os tem – no mesmo barbeiro de sempre. Fazer fofoca no Largo da Matriz. Relembrar Lauro, Pinotti, Hygino. Contar histórias de Tereza Delta e Dr. Fornari. Não se esquecer do líder Simonsen. Viver a vida, enfim, na São Bernardo que, para nós, será sempre a doce Villa de São Bernardo dos nossos cronistas maiores, os irmãos Pessotti, Attilio e Dionizio. Verdadeiramente batateiros. Sem medo de delações premiadas. Querer mais o quê?

 

Centenário do Distrito de São Caetano: 1917-2017

 

Há 100 anos, em 16 de março de 2017, o Cartório de Registro Civil de São Caetano registrava o quarto caso de falecimento: Pedro Sicurlla, natural da Itália, aos 75 anos. Foi declarante o filho, Nicola Sicurlla, 39 anos, com o atestado de óbito assinado pelo Dr. Victor Petracoli.

Filho de Angelo e Vicência Sicurlla, Pedro era casado com dona Pedra, e tinha mais um filho, José, 32 anos.

Nota – Os registros cartoriais, entre tantas informações, são uma fonte importante para saber da presença dos facultativos médicos que atuavam na localidade. Neste caso, Dr. Victor, que assina vários outros atestados no período.

 

AMANHÃ EM MEMÓRIA

Descobrimos a história e fotos das irmãs Perrella.

Elas protagonizam os dois primeiros casamentos civis em

São Caetano, 100 anos atrás.

 

Sobre a Siciliano

 

Um funcionário

Texto: Orestes Rodrigues Jr.

 

Fui funcionário da livraria Siciliano entre os anos de 1996 e 1997, na unidade da Rua Coronel Oliveira Lima.

Realmente, uma empresa idônea e que me faz falta até hoje, até para a compra de livros.

Não tive a oportunidade em conhecer o Sr. Oswaldo, mas sou grato por ter sido uma empresa que valorizava seus funcionários, fornecedores e clientes.

 

Diário há 30 anos

Domingo, 15 de março de 1987 – ano 29, edição 6391

Política – Toma posse o novo governador de São Paulo, Orestes Quércia, e os novos deputados. O Grande ABC passa a ter 12 parlamentares: quatro na Câmara Federal e oito na Assembleia Legislativa.

Da região assumem os três deputados estaduais reeleitos: Fernando Leça (PMDB), Expedito Soares e José Cicote, ambos do PT. Assumem pela primeira vez: Eni Galante (PMDB), Ivan Valente (PT) e três do PTB, Luiz Tortorello, Israel Zekcer e Daniel Marins.

Os quatro federais constituintes haviam assumido em 1º de fevereiro: José Mendes Botelho (PTB) e Felipe Cheidde (PMDB), os dois reeleitos, mais Lula (PT) e José Carlos Grecco (PMDB).

Inventário Histórico – Na quarta reportagem da série, o Diário focaliza Mauá. São listados 14 bens histórico-culturais, entre os quais a capela da Casa Preta, transformada em cocheira, e os pavilhões da indústria Cerqueira Leite.

 

Em 16 de março de...

1917 – Novas informações sobre a Ipiranguinha, fábrica de Santo André. Sua falência foi requerida e decretada em 21 de novembro de 1916, mesma data em que foram nomeados os síndicos da massa falida.

“Pobres juízes brasileiros que eternamente caem nos alçapões que lhes armam falidos sem escrúpulos”, escrevia o advogado Spencer Vampré.

“É preciso ter um tamanco no cérebro para se acreditar que a falência tenha sido retardada a fim de dar tempo de se executar um penhor vencido 15 dias antes”, assinalava Eurico de A. Sodré, presidente da São Bernardo Fabril.

Na mesma edição, escreviam sobre o tema outros dois advogados: F. Vergueiro Steidel e Carlos de Campos.

A revolução na Rússia. Do noticiário do Estadão: vitória do partido popular apoiado pelo exército. Abdicação do czar.

Dr. Christovam Colombo da Gama deixa o Distrito de Santo André, em São Bernardo, e fixa residência em Fernando Prestes. Em Santo André exerceu os cargos de juiz de paz e inspetor literário.

1927 – Walter Braido nasce em São Caetano. Por três vezes foi prefeito da cidade

1997 – Dr. Edson Danilo Dotto falece em São Paulo. Jornalista, publicitário, advogado. Pensou e idealizou o semanário News Seller, transformando-o no Diário do Grande ABC.

 

Santos do Dia

João de Brébeuf (na estampa) e companheiros. João era sacerdote francês da Companhia de Jesus. Preso e martirizado quando pregava no Canadá juntamente com outros sete missionários.

Antonio Daniel

José Gabriel del Rosario Brochero

 

Municípios Paulistas

Hoje é o aniversário de Guareí e São Sebastião. No Litoral Norte, São Sebastião atinge a emancipação política em 16 de março de 1636, quando se separa de Santos.

 

Municípios Brasileiros

Celebram seus aniversários em 16 de março:

Em Santa Catarina, Catanduvas.

Em Minas Gerais, Manhumirim, Ouro Fino e Santa Maria do Suaçuí.

No Rio de Janeiro, Petrópolis.

 

Em Alagoas, Pilar e Quebrangulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.