Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Aposentadoria: planeje o futuro


Do Diário do Grande ABC

19/03/2017 | 09:01


Artigo

O rombo da Previdência Social em 2016 no País foi em torno de R$ 316 bilhões. Mas o que cada brasileiro tem a ver com isso? Há chances de que tenhamos que pagar agora pelo ‘estrago’ no caixa da Previdência Social e, no futuro, não receber um centavo ou, com sorte, ter direito a somente um salário mínimo.

A reformulação da Previdência Social é necessária, como muitos já sabem, há bastante tempo e, sem mesmo entrar na discussão das bases e argumentos de como está sendo proposta, estamos diante de uma das tantas provas sobre a necessidade de nos preparamos para o processo de envelhecimento, inclusive do ponto de vista financeiro.

Com a reforma, nos aposentaremos ou deixaremos de ter obrigação de trabalhar após os 65 ou 70 anos de idade e, quando este dia chegar, ocuparemos o tempo nas filas do SUS (Sistema Único de Saúde) ou tentando economizar cada centavo. Casa na praia, fins de semana no sítio, viagens ou cruzeiros serão apenas imagens de revistas, comerciais de TV ou anúncios em mídias sociais, a menos que você transforme esse cenário desde já.

Então, qual é a forma para que você não seja apenas número estatístico? Como não esmolar depois de vida inteira de trabalho? A resposta é simples: tomando as rédeas do seu futuro. Para isso, é necessário planejar e tornar as decisões do presente em estratégias de sustentabilidade no futuro. Pensando, analisando e não apenas reproduzindo o comportamento de manada.

No entanto, mesmo para aqueles que sabem da importância do planejamento para o futuro, não é fácil se empenhar a longo prazo para organizar e manter reserva financeira. Temos dificuldade em encarar o processo de envelhecimento porque nos remete à noção de finitude. Quer dizer, com o avançar da idade somos lembrados sobre o ‘futuro de todos nós’, que não é apenas a velhice em si, mas a finitude da vida. Um – na realidade alguns – mecanismo de defesa psíquico e emocional nos leva ao ‘esquecimento’. Negamos que envelheceremos para não nos depararmos com o nosso ‘período de validade’. Grande engano que cometemos porque acabamos envelhecendo sem dinheiro e, muitas vezes, sem saúde também.

Quem sabe o número ‘316 milhões’ possa nos alertar. Não precisamos de muito para conquistar independência e dignidade na velhice. Disciplina para, mensalmente, enviar um pouco de dinheiro para o velho que habita em cada um de nós, admitir que chegaremos lá e algum estudo para melhor investir o dinheiro é suficiente.

Márcia Tolotti é consultora da empresa GC-5 Soluções Corporativas, professora da FGV (Fundação Getulio Vargas) e escritora.

Palavra do leitor

Quem planta...
Lula hoje reclama que está sofrendo ‘massacre’ e acorda todo dia com medo de ser preso (Política, dia 15). Simplesmente está colhendo o que plantou e foi ele quem optou por esse caminho, na esperança de nunca ser pego. Massacrados estão sendo quase 13 milhões de desempregados e outros tantos vivendo no subemprego, os que estão sofrendo ou morrendo em filas de hospitais sem recursos e sem remédios, os comerciantes que fecharam suas portas etc, por causa de tanto roubo, corrupção e política econômica desastrosa praticada pelo PT nos últimos anos. Quanto a Lula, teve tudo em mãos para mudar a história e ser reconhecido como nosso melhor presidente, porém, infelizmente nos levou ao fundo do poço, como nunca tínhamos visto antes na história deste País.
Mauri Fontes
Santo André

Também acho!
Faço minhas as palavras do leitor Maurício Goduto (Ciclovia, dia 12) sobre a ciclovia em frente ao Carrefour, em Santo André, e acrescento o risco para os ciclistas, pois logo à frente tem a saída do estacionamento do Roldão e já presenciei vários casos que por pouco não terminaram em colisão com bicicletas, porque, às vezes, há distração do condutor do automóvel ao sair do Roldão. Acrescento, ainda (minha opinião), que não há necessidade da ciclofaixa na Perimetral, visto que temos ótima pista para ciclistas no Parque Central.
Hélio C. Barbosa
Santo André

Proativa
Sobre a reportagem ‘Moradores e comerciantes do Jd.Zaíra contabilizam prejuízos’ (Setecidades, dia 16), venho por meia desta parabenizar a atitude da senhora Janice Evangelista por sua proatividade em realizar trabalho que era de responsabilidade da Prefeitura. A atitude dela mostra sua sensibilidade e zelo pelo bairro onde mora e evidencia, no mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a garra de muitas mulheres do nosso País. Também parabenizo o belo registro feito pelo repórter-fotográfico Nario Barbosa, que teve sensibilidade de mostrar o trabalha da Janice.
Yosie Nakandakare
Capital

Tiro no pé
Eu e toda minha família votamos e pedimos votos para Orlando Morando à Prefeitura de São Bernardo. Mas dia 16 ouvi assunto triste de vereador da base aliada do prefeito. O comentário foi que o vice-prefeito Marcelo Lima pediu para segurar os petistas nos cargos de confiança. Para mim e tantos outros que votamos para mudar só nos resta lamentar. Porque até onde me lembro, Marcelo Lima saiu do PPS porque em 2008 Alex Manente apoiou o PT. Quem te viu e quem te vê! No Parque Estoril o PT continua dando as cartas! Por que o prefeito pediu para segurar os petistas em cargos de confiança? Isto é tiro no pé! Mas 2018 vem aí e ele (Marcelo Lima) vai vir pedir votos.
Patrícia Villani
São Bernardo

Mau exemplo
Os políticos envolvidos em Mensalão, Petrolão, corrupção, escândalos, os formadores de quadrilha etc, que acabam virando nomes de ruas, praças, escolas, creches, viadutos, enfim, em quaisquer logradouros ou patrimônios públicos, deveriam ser riscados dá história, assim como era no antigo Egito. Pois seu passado não serve de exemplo para ninguém. Imaginem seus filhos ou netos vendo nome destacado em algum logradouro público e lhes perguntar quem foi tal fulano e você ter de falar a verdade. Seria péssimo exemplo para as futuras gerações. Acorde, gigante da natureza! E nunca se deixe cair em sono profundo.
Sérgio Antônio Ambrósio
Mauá 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados